Direitos Humanos e Currículo Multirreferencial: Pertinências Teórico-Práticas

Rita Margareth Costa Passos

Resumo


Explicitam-se, neste artigo, as pertinências existentes entre a perspectiva curricular pós-crítica, especificamente a abordagem multirreferencial, e os direitos humanos. Resulta de investigação acerca da abordagem curricular multirreferencial no ensino superior, no âmbito dos recentes estudos da legislação em direitos humanos. Foram levantadas as pertinências teórico-metodológicas entre a abordagem curricular multirreferencial e a educação preconizada em direitos humanos, considerando as discussões do currículo pós-crítico, como se segue: 1 a ênfase no sujeito, especialmente nas questões identitárias; 2 a abordagem multirreferencial na defesa de que os ambientes curriculares são plurais, constituídos por heterogeneidades; 3 a preocupação e a ocupação em direitos humanos referente à efetivação de propostas formativas com dispositivos psicopedagógicos; 4 a urgência de elaboração de currículos que assegurem a construção da cultura dos direitos humanos. No desenvolvimento do debate, tem-se como escopo arrolar um conjunto sistemático argumentativo produzido pela tradição da pedagogia, bem como a produção de conhecimento que vise à construção de uma educação em direitos humanos voltada para a constituição/transformação do sujeito e para o desenvolvimento social.

Palavras-chave


Educação. Direitos Humanos; Currículo; Multirreferencialidade.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Diálogos Possíveis. ISSN impresso 1677-7603
ISSN eletrônico 2447-9047