A viagem do Windhuk: apontamentos sobre migração, sofrimento ético-político e identidade

Diane Portugueis, Omar Ardans

Resumo


O presente texto discorre sobre possibilidades de emancipação frente a vivências de opressão, geradas pela condição do ser imigrante. Para tanto, relatamos, a partir de um fato histórico dado no Brasil, a experiência de uma população de imigrantes alemães durante o governo de Getúlio Vargas, no momento político conhecido por “Estado Novo”. Levamos em conta, relatos da referida população e buscamos, sob o prisma do sofrimento compreendido como ético-político, debater possibilidades de emancipação. Pretendeu-se dar luz a importância da afetividade relacionada ao desenvolvimento de potencialidades, projetos de futuro e também identidades.

Palavras-chave: migração, alemães, sofrimento ético-político, identidade

Abstract
This paper addresses the possibilities of emancipation from the oppressive experiences faced due to the condition of being an immigrant. For this purpose, we provide the account of a historical event that took place in Brazil regarding the experiences of a group of German immigrants during the “New State” political period under the Getúlio Vargas administration. We took into account reports from the aforementioned group and debated the possibilities of emancipation from the scope of what is understood to be ethic-political suffering. The intention was to focus on the importance of affection in relation to the development of potentials, projects for the future, and also identities.

Keywords: migration, Germans, ethic-political suffering, identity


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Diálogos Possíveis. ISSN impresso 1677-7603
ISSN eletrônico 2447-9047